quarta-feira, 31 de março de 2010

Política, telefonia móvel e fichas telefônicas

O Brasil paga a segunda maior tarifa de telefone móvel do mundo. Os brasileiros perdem apenas para os desafortunados sul-africanos. A tarifa média é de R$ 0,50 cá no Brasil. É claro que essa tarifa é nada mais que uma ficção se o presente leitor, assim o como o autor que aqui escreve, usa celular pré-pago.

82,54% dos usuários de telefonia móvel brasileiros usam o infame pré-pago. E a infâmia é dada pelo fato de que a tarifa média é de até R$ 1,40. Mas, claro, para se ter essa enorme vantagem, é necessário viver no mais rico Estado da Federação, São Paulo. E, como não poderia deixar de ser, o mais caro Estado para se viver.

Bem, e essa situação, surgiu metafisicamente? Não, é claro. Tivemos a abertura da Telefonia! E é isso que o cientista político André Regis justifica para se votar, nas eleições de 2010 cá nas terras tupiniquins, em José Serra.

Ora, os brasileiros tiveram a abertura da telefonia ao custo de uma das maiores tarifas do mundo. E é exatamente por isso, a abertura - sem se dizer, é claro, o custo dela - que se deve votar em José Serra em 2010 segundo o iluminado André Régis. O Brasil deixou o monopólio estatal da Telebrás pelo oligopólio privado (Tim, Oi, Vivo, Claro, etc.) via FHC conseguindo com isso a segunda maior tarifa de telefonia móvel do mundo. Isto quer dizer que deixamos de financiar empresas brasileiras públicas pra transferir as rendas nacionais para estrangeiros - um melhor negócio? Depende, se se é completamente obtuso...

O mais engraçado de tudo é o insulto à inteligência do leitor. A imagem que ilustra o texto no qual André Régis é citado mostra um tucano  - imagem mostrada abaixo -, de celular e um fantoche com a estrela do PT com uma ficha. Ora, o que o PT tem com a ficha? Nada. O PT até 2003 nunca tinha sido situação. E por que o PSDB associa o PT a um traço do passado, a ficha, e eles mesmos à 'modernidade', isto é, ao celular?

Simples e claro: porque se baseiam em uma mentira, uma falácia. O PT nada tem a ver com fichas telefônicas ou celulares. O modelo brasileiro de telefonia móvel foi arquitetado sob a égide do PSDB. A abertura é mérito do PSDB, assim como as escorchantes tarifas. É motivo pra votar no PSDB? Bem, se o eleitor julgar intelingente pagar tarifas altíssimas, sim, sem dúvida. E, claro, os multiplicadores do PSDB querem vender tais 'boas coisas' como mérito deles. O problema é que para vender qualquer coisa boa, o PSDB necessita multiplicar e disseminar a mentira em escala massiva.

Bem, o leitor que aqui chega pode ficar algo espantado com este libelo político. Aqui não se tolera a mistificação da realidade, de nenhum modo. E, claro, tem-se uma posição de valores aqui, nada científica: nas eleições de 2010, não se deve votar no PSDB - essa posição de valor, no entanto, não necessita, para justiticar-se, de uma realidade fictícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário